Memória da Música

> Banco de Dados - História e música na universidade

O ofício do músico em Recife: A trajetória histórica da irmandade de Santa Cecília nos oitocentos (1840-89).

Tipo de documento:
Dissertação de mestrado

Autor:
Cinthia Fernanda Barbosa da Silva

Orientador:
Carlos Alberto Cunha Miranda

Local:
UFPE

Data:
2008

Publicação - Livros / Artigos

Palavras-chave:
Século XIX; Músicos; irmandade de Santa Cecília Mártir ; Igrejas; Recife

Resumo:
O trabalho a ser apresentado tem como ponto central analisar os entrelaçamentos sócio-culturais ocorridos entre a irmandade de santa Cecília Mártir e a sociedade recifense no século XIX. Por sua vez, a consolidação desta confraria no Recife contribuiu no alargamento do quadro cultural da cidade, medida em que a corporação alcançou, sobretudo, diligenciar os indivíduos interessados em instruir-se no ofício musical. Assim, sendo a música uma produção cultural tão importante quanto à criação das igrejas, procurou adotar a postura de intermediar o desfeche acontecidos entre as irmandades leigas e as camadas dirigentes, uma vez que as ações culturais transcorridas nesse cenário dependiam diretamente das festividades. Logo, lidar com um tema pouco explorado pela historiografia é resgatar numa história esquecida pelo tempo e imbuída de mistérios, e que por tantos anos encantou sociedades.

apoios

2014 © Entre a Memória e a História da Música.