Memória da Música

> Banco de Dados - História e música na universidade

Capoeiras e Malandros: pedaços de uma sonora tradição popular (1890/1950)

Tipo de documento:
Dissertação de mestrado

Autor:
Maria Ângela Borges Salvadori

Orientador:
Maria Clementina Pereira Cunha

Local:
UNICAMP -IFCH

Data:
1990

Publicação - Livros / Artigos

Palavras-chave:
1890 - 1950 ; Música Popular; Malandragem; Capoeira; Rio de Janeiro

Resumo:
Esta pesquisa procura recuperar as experiências urbanas de capoeiras e malandros na cidade do Rio de Janeiro, apos a extinção oficial do regime de trabalho escravo. Estampados entre 1890 e 1950 como sinônimos da violência urbana, eles mantiveram uma tradição de luta pela liberdade aprendida desde os tempos da escravidão, procurando preservar uma margem de autonomia e deliberação sobre suas próprias vidas. Envolvidos por um contexto de valorização moral do trabalho e de exaltação da figura do trabalhador, foram rotulados como sinônimos da violência urbana. Pretendi, ao longo do texto, mostrar que aquilo diferentes falas di s, mas procuro salientar que entre eles e possível alinhar uma tradição. Assim, reaparece aqui varias questões trabalhadas, mas historiografia brasileira mais recente, tais como as visões de liberdade alicerçada s pelos negros, os projetos disciplinares de controles da população pobre da cidade e a resistência oferecida pelos grupos populares a estes mecanismos. A música popular brasileira e, por assim dizer, o eixo documental deste trabalho, que se utiliza, ainda de fontes literárias, jornalísticas, policiais, biográficas e de memória.

apoios

2014 © Entre a Memória e a História da Música.