Memória da Música

> Banco de Dados - História e música na universidade

'A mineira ruidosa' - Cultura popular e brasilidade na obra de Alexina de Magalhães Pinto (1870-1921)

Tipo de documento:
Dissertação de mestrado

Autor:
Flavia Guia Carnevali.

Orientador:
José Geraldo Vinci de Moraes

Local:
USP - FFLCH

Data:
2009

Publicação - Livros / Artigos

Palavras-chave:
1870 - 1921; Folclore; Alexina de Magalhães Pinto; Identidade nacional; Biografia

Resumo:
Texto em formato digital:
http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-08022010-123212

O objetivo dessa investigação foi analisar de que maneira a cultura popular coletada sob a forma de cantos, contos, provérbios e brincadeiras infantis foi tratada pela folclorista e professora mineira Alexina de Magalhães Pinto (1870-1921), considerada pioneira na aplicação das diversas formas da cultura oral à pedagogia. A intenção ao estudar a folclorista Alexina e suas obras na área do folclore foi verificar de que maneira ela colocava-se como intermediária em relação às práticas populares e a partir daí analisar o discurso que a intelectual construiu sobre essas práticas e vivências. Ao analisar os modos como Alexina manejou a cultura popular, seja corrigindo a fala do povo, ou a métrica das canções, valorizando os aspectos morais dos provérbios, criando e recriando contos populares, edulcorando seus finais, enfim, fazendo uso desse material para educar física, moral e intelectualmente as crianças, percebe-se como essas práticas estavam em consonância com a missão civilizadora que a elite letrada atribuiu para si entre o final do século XIX até as duas primeiras décadas do XX. Desse modo, a produção bibliográfica da folclorista e a historiografia sobre o tema, ajudam a revelar e/ou (re) construir os conflitos, tensões e projetos dessa conjuntura histórica marcada pela preocupação com a construção de uma identidade nacional brasileira.

Fontes:
Fontes bibliográficas:
Alexina de Magalhães Pinto
PINTO, Alexina de Magalhães. Contribuição do folclore brasileiro para a biblioteca infantil. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves, 1907.
PINTO, Alexina de Magalhães. Os nossos brinquedos. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves, 1909. Coleção Icks. Série B.
PINTO, Alexina de Magalhães. Cantigas das Crianças e do Povo e Danças Populares. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves, 1911. Coleção Icks.Série A.
PINTO, Alexina de Magalhães. Provérbios, Máximas e observações usuais. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves, 1917. Escolhidos para uso das escolas primárias. Série F.

Periódicos:
Artigos publicados por Alexina de Magalhães Pinto sob o pseudônimo Icks: Modos de dizer brasileiros. In Almanaque Brasileiro Garnier. Rio de Janeiro: Livraria Garnier. 1908.p.169-170.
A marmelada. In Almanaque Brasileiro Garnier. Rio de Janeiro: Livraria Garnier. 1911.p.408.
Os três passarinhos (Lundu). In Almanaque Brasileiro Garnier. Rio de Janeiro: Livraria Garnier. 1911.p.409.
Adivinha quem tem uma história. In Almanaque Brasileiro Garnier. Rio de Janeiro: Livraria Garnier. 1912.p.420-22.

PINTO, Alexina de Magalhães. Romance de D. Silvana. Revista Brasileira de Folclore, v.10, n.27, Brasília, maio/ago, 1970, p.118-126. (Publicado originalmente no Almanaque Brasileiro Garnier. 1910.p.422-27.)
“A mineira ruidosa”, Revista Veja, seção Comportamento - edição de 5/08/1970.

Outras
AMARAL, Amadeu. Tradições populares. São Paulo: Instituto Progresso, 1948.
ANDRADE, Mário de.. Ensaio sobre a música brasileira. São Paulo: Martins, 1962. Hist.Obras completas.v.6.
________________. Danças dramáticas do Brasil. São Paulo: Martins, 1959.
________________ Música de feitiçaria no Brasil. Organização, introdução e notas de Oneyda Alvarenga. São Paulo: Livraria Martins Editora, 1963.
____________________________. O samba rural paulista. In: Aspectos da música brasileira, 2ª ed. São Paulo /Brasília: Martins/INL, 1975.
______________. Música doce música. Livraria Martins, 1963.

FILHO Melo Morais. Festas e Tradições populares do Brasil. Belo Horizonte: Ed.Itatiaia; São Paulo: Ed. Da Universidade de São Paulo, 1979.
GOMES, Lindolfo. Contos populares brasileiros. São Paulo: Melhoramentos, 1948.
MAGALHÃES, Basílio de. O Folclore no Brasil - com uma coletânea de 81 contos populares. Rio de Janeiro: Nacional, 1939.
RIBEIRO, João. O folclore: estudos de literatura popular. Rio de Janeiro: Jacinto Ribeiro dos Santos, 1919.
ROMERO, Silvio. Estudos sobre a poesia popular no Brasil (1870-1880). Rio de
Janeiro: Lemmert, 1988.
_____________. Cantos populares do Brasil. Vols.1 e 2, Rio de Janeiro: José
Olympio, 1954.
_____________. Contos populares do Brasil. Rio de Janeiro: José Olympio, 1954.
VALE, Flausino Rodrigues. Elementos de folclore musical brasileiro. São Paulo: Nacional, 1936.

Bibliografia específica:
ABREU, Martha. Outras histórias de Pai João: conflitos raciais, protesto escravo e irreverência sexual na poesia popular, 1880-1950. Afro-Ásia, v.31, Rio de Janeiro. 2004, p.235-276.
BASTOS, Wilson de Lima. Lindolfo Gomes. Rio de Janeiro: Campanha de defesa do Folclore Brasileiro, 1975.
BRANDÃO, Adelino. Amadeu Amaral e o folclore brasileiro. São Paulo: Secretaria de Cultura, Ciência e Tecnologia, 1977.
BRANDÃO, Téo. Folclore de Alagoas. Maceió: Casa Ramalho, 1949.
BROLEZZI, Renato. A construção da realidade: Silvio Romero e a busca da identidade nacional. Campinas: Editora da Unicamp, 1992.
CÂNDIDO, Antônio. O método crítico de Silvio Romero. São Paulo: S.N, 1988. Originalmente apresentado como Tese (Livre-Docência-FFLCH da Universidade de São Paulo).
CASCUDO, Luís da Câmara. Dicionário do Folclore brasileiro. Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro, Ministério da Educação e Cultura, 1962.
CAVALCANTI, Maria Laura, BARROS, Myriam Lins de, VILHENA, Luis Rodolfo,
SOUZA, Marina de Mello. Os Estudos de Folclore no Brasil. Folclore e Cultura popular, 1992, p.101-112.
COLONELLI, Cristina Argenton. Bibliografia do folclore brasileiro. São Paulo:
Conselho Estadual de Artes e Ciências Humanas, 1979.
DAMANTE, Hélio. Folclore brasileiro: São Paulo. Rio de janeiro: Ministério da Educação e Cultura, Secretaria de Ass untos Culturais, Fundação Nacional de Arte, Instituto Nacional do Folclore, 1980.
FERNANDES, Florestan. O Folclore em questão. Editora Hucitec. São Paulo, 1989.
FILHO, Evaristo de Moraes. Medo à utopia: o pensamento social de Tobias Barreto e Silvio Romero. Rio de Janeiro: Editora Nov a Fronteira em convênio com o Instituto Nacional do Livro. Fundação Nacional Pró Memória, 1985.
HANSEN, Patrícia. Feições e fisionomia. A história do Brasil de João Ribeiro. Rio de Janeiro: Access Editora, 2000.
LAVIGNE, Marco Antonio. Folclore, Música Folclórica e Música Popular. In: Folclore e Cultura Popular (seminário), Instituto Nacional do Folclore, Coordenadoria de Estudos e Pesquisas - Rio de Janeiro: IBAC, 1992.
LEITE, Juçara Luzia. Natureza, Folclore e História: a obra de Maria Stella de Novaes e a Historiografia Espírito-Santense no século XX. Tese (Doutorado em História Social)-FFLCH-USP, São Paulo, 2002.
LIRA, Mariza. Migalhas Folclóricas. Rio de Janeiro: Edição da Gráfica Laemmert, 1951.
MARTINS, Saul. Vida e obra de Alexina. Revista Brasileira de Folclore, v.10, n.28, Brasília, set/dez, 1970, p.225-227.
MATOS, Cláudia Neiva de. A poesia popular na República das Letras: Silvio Romero folclorista. Rio de Janeiro: Editora UFRJ: MinC/FUNARTE, 1994.
MELLO e SOUZA, Marina de. Folclore e Cultura brasileira: os missionários da nacionalidade. XII ANPOCS, 1989 (Congresso)
MENDONÇA, Carlos Sussekind de. Silvio Romero, de corpo inteiro. Rio de Janeiro: MEC/ Serviço de documentação/Departamento de Imprensa Nacional, 1963.
_____________________ Silvio Romero, sua formação intelectual (1851-1880). São Paulo: Nacional, 1963.
MOTA, Maria Aparecida Rezende. Silvio Romero: dilemas e combates no Brasil da virada do século XX. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2000.
NASCIMENTO, Bráulio do. Bibliografia do folclore brasileiro. Organizada por Bráulio do Nascimento; colaboração de Cydnea Bouyer. Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional, Divisão de Publicações e Divulgação, 1971.
ORTIZ, Renato. Cultura popular: românticos e folcloristas. São Paulo: Olho D`Água. 1992
___________. Cultura e modernidade. São Paulo: Brasiliense, 1991.
RABELLO, Sylvio. Itinerário de Silvio Romero. Rio de Janeiro: J.Olympio, 1944.
RAMOS, Arthur . O folclore negro no Brasil: demopsicologia e psicanálise. Rio de Janeiro: Livraria Editora da Casa do Estudante do Brasil, 1935. Cap IX.
ROMERO, Nelson. Silvio Romero: trechos escolhidos. Rio de Janeiro: Agir, 1959.
PINTO, Ricardo M. Silvio Romero: Contribuições à formação do pensamento racial no Brasil (1870-1914). Tese (Doutorado em História Social)-FFLCH-USP, São Paulo. Dat.Def: 04.04.1997.
SANTOS, Vera Lúcia Salles de Oliveira. João Ribeiro como jornalista Brasil: 1895-1934. Dissertação (mestrado em Jornalismo)-ECA-USP, São Paulo. 1981.
SCHNEIDER, Alberto Luiz. Silvio Romero. Hermeneuta do Brasil. São Paulo: Editora Annablume, 2005.
SILVEIRA, Francisca Amélia. Ludismo e pragmatismo na literatura para crianças no início do século XX: Uma análise das obras de Alexina de Magalhães Pinto e de Ana de Castro Osório. Dissertação (mestrado em literatura portuguesa)-FFLCH-USP, Dat. Def: 10.06.96. São Paulo.
SOUZA, João Mendonça de. Silvio Romero, o crítico e o polemista. Rio de Janeiro:
Emebê, 1976.
SOUZA, Mello Marina de, ARAUJO, Silvana. Os estudos de Folclore no Brasil. Artigo resultante de um projeto desenvolvido ao longo de 1988 e 1989 pela Coordenaria de estudos e pesquisas do então Instituto nacional do Folclore com o apoio da Financiadora de estudos e Projetos (FINEP).
VILHENA, Luís Rodolfo. O movimento folclórico brasileiro (1947-1964). Rio de Janeiro: Funart/ Fundação Getúlio Vargas, 1997.
WEHLING, Arno. Silvio Romero e a consciência modernizadora no Brasil pressupostos, análises e rumos. Tese (livre docência). FFLCH-USP, São Paulo,1979.
XIDIEH, Osvaldo Elias. Narrativas Pias Populares. São Paulo: Instituto de Estudos Brasileiros, 1967.

apoios

2014 © Entre a Memória e a História da Música.