Memória da Música

> Banco de Dados - História e música na universidade

O machete e o violoncelo: gêneros musicais e identidade social na prosa de Machado de Assis

Tipo de documento:
Artigo

Autor:
Jordão Horta Nunes

Orientador:
-

Local:
Uberlândia

Data:
2008

Publicação - Livros / Artigos

Descritivo:
ArtCultura, v. 10, n.17, p. 73-88. Julho-Dezembro de 2008.

Editora:
EDUFU

Palavras-chave:
Século XIX; Segundo Império; Identidades e prática Musical; Machado de Assis; Rio de Janeiro

Resumo:
Artigo em formato digital:
http://www.artcultura.inhis.ufu.br/PDF17/J_Nunes_17.pdf

Há na prosa de Machado de Assis referências a diversos aspectos da arte ou da estética musical cuja análise histórica e sociológica nos permite reconstruir traços específicos da cultura e da sociabilidade
no Rio de Janeiro Imperial. Tal temática já foi trabalhada por críticos como Wisnik (2004) e Avelar (2006). Por outro lado, são bastante conhecidas as obras que aliam a análise estético-literária à história da formação social brasileira, como em Faoro (1976), Santiago (1978), Schwarz (1977), Bosi
(1982) e Gledson (1986). O objetivo aqui é analisar a construção da identidade social relacionada a elementos da prática musical (criação, recepção, execução, profissionalização) na sociedade
carioca da época, com base principalmente na interpretação de alguns contos de Machado de Assis, como “O machete”, “Um homem célebre”, “Cantiga de esponsais” e “Trio em La menor”.

apoios

2014 © Entre a Memória e a História da Música.