Memória da Música

> Banco de Dados - História e música na universidade

O maestro da ordem: Villa-Lobos e a cultura cívica nos anos 1930/1940.

Tipo de documento:
Artigo

Autor:
Maurício Barreto Alvarez Parada

Orientador:
-

Local:
Uberlândia

Data:
2008

Publicação - Livros / Artigos

Descritivo:
ArtCultura, v. 10, n.17, p. 173-189. Julho-Dezembro de 2008.

Editora:
EDUFU

Palavras-chave:
Décadas de 1930 e 1940; Estado Novo; Heitor Villa-Lobos; Educação musical; Superintendência de Ensino Musical e Artístico

Resumo:
Artigo em formato digital:
http://www.artcultura.inhis.ufu.br/PDF17/M_Parada_17.pdf

Na década de 1930 o ensino musical tornou-se parte importante das atividades pedagógicas do currículo escolar no Brasil. A introdução da disciplina de canto orfeônico nas escolas estava associada a um projeto político-pedagógico que visava o incentivo de valores cívicos e práticas individuais de auto-controle. Dentro desse quadro a atuação de Heitor Villa-Lobos, assim como a políticas educacionais traçadas pela Superintendência de Ensino Musical e Artístico do distrito Federal (SEMA), foram de extrema importância. Esse texto procura analisar essa conjuntura relacionando-a com o desenvolvimento das grandes manifestações cívicas produzidas durante o Estado Novo.

apoios

2014 © Entre a Memória e a História da Música.