Memória da Música

> Banco de Dados - História e música na universidade

Ramos Cotoco e seus “cantares bohêmios”: trajetórias (re)compostas em verso e voz (1888 – 1916)

Tipo de documento:
Dissertação de mestrado

Autor:
Francisco Weber dos Anjos

Orientador:
Francisco José Gomes Damasceno

Local:
UECE

Data:
2009

Publicação - Livros / Artigos

Palavras-chave:
1888 – 1916; Música urbana; Raimundo Ramos ; Crônica Musical; Fortaleza

Resumo:
Essa dissertação tem por objetivo levantar questões pertinentes à obra “Cantares Bohêmios” de Raimundo Ramos Filho, as possibilidades de trajetória na cidade de Fortaleza na passagem do século XIX para o século XX emergentes em seu texto e seu caráter narrativo. Práticas sociais, usos e costumes, principalmente das baixas camadas da população de Fortaleza fazem-se presentes na poética de Ramos. Tomando o discurso poético deste autor como uma “crônica de cidade”, procuraremos nos espaços representados em seu texto um diálogo com a historiografia e os marcos sígnicos da cidade. Entrelaçados nessa trama urbana notam-se emergir seus atores de um ambiente boêmio e suburbano. Engomadeiras, tecelãs, cozinheiras e retirantes são também construtores de um olhar para a cidade através da “voz” e dos “versos” de Raimundo Ramos (pintor, poeta e músico), autor desta “crônica musical” de Fortaleza.

apoios

2014 © Entre a Memória e a História da Música.