Memória da Música

Textos e Áudios

 

RECENTES

 

“Eneida, Amor e Fantasia”. Eneida de Moraes (1904-1971) – militância e feminismo na história do carnaval carioca. José Geraldo Vinci de Moraes e Flávia Guia Carnevali. Música Popular em Revista. 2021

Na batuta dos salões: música e dança nos bailes em São Paulo (final do século XIX ao início do século XX). Giovana Moraes Suzin. Dissertação de mestrado. DH-FFLCH-USP. 2021

Do jornalismo ao livro: itinerários de uma historiografia da música popular no Brasil (anos 1960/70). José Geraldo Vinci de Moraes. Revista História (São Paulo). 2020.

O cotidiano lúdico dos engraxates paulistanos. José Geraldo Vinci de Moraes e André Augusto dos Santos. Revista Práxis. 2020.

- A política do silêncio: Mário de Andrade, o teatro musicado e apresença estrangeira na São Paulo dos anos 1920 e 1930. Virginia Bessa. Revista de História. 2020

1974 e o rock progressivo paulistano. Matheus Lacorte de Castro. Revista Epígrafe. 2020

Podcast: Criar um mundo do nada. José Geraldo Vinci de Moraes. 2020

  

 

LIVROS E CAPÍTULOS

 

Criar um mundo do nada. Uma invenção da história da música popular no Brasil. José Geraldo Vinci de Moraes. SP: Editora Intermeios. 2019.

História e Música no Brasil. (orgs) José Geraldo Vinci de Moraes e Elias T. Saliba. SP: Ed. Alameda. 2010.

Uma colcha de retalhos. A música em cena na cidade de São Paulo. Denise Sella Fonseca. SP: Ed SESI-SP. 2017

Da música folclórica à música mecânica. Mário de Andrade e o conceito de música popular. Juliana Pérez González. SP: Ed. Intermeios. 2015.

Mário e o futebol. José Geraldo Vinci de Moraes. In: Futebol Objeto das Ciências Humanas. (orgs.) Flávio de Campos e Daniela Afonsi. SP: Ed. Leya. 2014.

Almirante, "a mais alta patente do rádio", e a história da música popular brasileira (1938-1958). Giuliana Souza de Lima. SP: Ed. Alameda. 2014

Escutando o Brasil. José Geraldo Vinci de Moraes e Cacá Machado. In: Interpretações do Brasil. (orgs) Fábio A. Carvalho e João Kennedy Eugênio. RJ: Ed. E-papers. 2014

Música em 78 Rotações - "Discos a todos os preços" na São Paulo dos anos 30. Camila Koshiba Gonçalves. SP: Ed. Alameda. 2013.

"Música en conserva": memoria y História de la musica en Brasil. José Geraldo Vinci de Moraes e Cacá Machado. In: A memoria histórica y sus configuraciones temáticas. (org). Juan Andrés Bresciano. Montevidéo: Ed. Cruz del Sur. 2013.

Gilberto Freyre. Sobrados e Mocambos e a música brasileira. José Geraldo Vinci de Moraes. In O Brasil dos Gilbertos. Notas sobre o pensamento (musical) brasileiro. SP: Ed. Letra e Voz. 2011.

Las historias de la música en Hispanoamérica (1876-2000). Juliana Pérez González. Bogotá: Ed. Universidad Nacional de Colombia. 2010.

A escuta singular de Pixinguinha. História e música popular no Brasil dos anos 1920 e 1930. Virginia Bessa. SP: Ed. Alameda. 2010

Modinhas Paulistanas. José Geraldo Vinci de Moraes. In: Palavra Cantada. Ensaios sobre poesia, música e voz. (org) C.Matos, E. Travassos, F.Medeiros, RJ, 7Letras/Faperj, 2008.

 

 

ARTIGOS

 

Escutar os mortos com os ouvidos. Dilemas historiográficos: os sons, as escutas e a música. José Geraldo Vinci de Moraes. Revista Topoi. 2018.

Lúcio Rangel comendo “ovos quentes com Noel Rosa”: a invenção de uma historiografia da música popular. José Geraldo Vinci de Moraes. Revista Brasileira de História. 2018

Historia y música. Comentarios sobre Una historia dela música colonial hispanoamericana de Leonardo Waisman. Juliana Pérez  González. In: Revista Musical Chilena. 2019

- El espectáculo público de las “maquinas parlantes”. Fonografía en São Paulo,1878-1902. Juliana Pérez  González. In: Ensayos. Historia y teoría del arte. 2018.

- “Ô de casa!”: gramofones na roça e caipiras na fonografia (1929). Juliana Pérez  González. In: ArtCultura, Uberlândia, 2017.

Criar o mundo do nada. José Geraldo Vinci de Moraes. Revista USP. 2016.

- El mito del origen indígena-jesuítico del cateretê en la historiografía brasileña. Juliana Pérez González. In: Resonancias. 2016.

Entre o passado e o futuro das coleções e acervos de música no Brasil. Cacá Machado. Revista de História. 2015.

- Mário de Andrade y Carlos Vega: el estudio de la música popular. Juliana Pérez González,. In: Ensayos. Historia y teoría del arte, 2014.

"Meninos eu vi": Jota Efegê e a história da música popular. José Geraldo Vinci de Moraes. Revista Topoi. 2013

Carne para alimento de rádios e discos o conceito de música popularesca na obra musicológica de Mário de Andrade. Juliana Pérez González. Revista do IEB. 2013.

A música em cena na Belle Époque paulistana. José Geraldo Vinci de Moraes e Denise S. Fonseca. Revista do IEB.2012.

Los tránsitos de la música popular en la Misión de Investigación de Folclor (1938). José Geraldo Vinci de Moraes. Revista de música latinoamericana y caribeña. 2012.

Edigar de Alencar e a escrita histórica da música popular. José Geraldo Vinci de Moraes. Cadernos de Pesquisa do CDHIS - UFU. 2011.

Música em Conversa. José Geraldo Vinci de Moraes e Cacá Machado. Revista Auditório. 2011.

Música popular, Memória e História na folclorista Alexina de Magalhães Pinto. Flavia Guia Carnevali. Revista do Centro de Documentação e Pesquisa em História da Universidade Federal de Uberlândia. 2011.

E se você jurar, Pelo Telefone, que estou na Missão de Pesquisas Folclóricas? José Geraldo Vinci de Moraes. Revista USP. 2010.

Folcloristas e cultura popular: desigualdades e subjetividades na construção da identidade nacional brasileira na Belle Époque. Flavia Guia Carnevali. Revue Interdisciplinaire de Travaux sur les Amériques - IHEAL. 2009

À escuta da cidade: Pixinguinha e a paisagem sonora carioca da Primeira República. Virginia Bessa. Revue interdisciplinaire des travaux sur les Amériques. 2008

História e Historiadores da Música Popular no Brasil. José Geraldo Vinci de Moraes. Latin American Music Review. 2007.

Dossiê História e Música. (org) José Geraldo Vinci de Moraes. Revista de História. 2007.

O Brasil Sonoro de Mariza Lira. José Geraldo Vinci de Moraes. Revista Tema e Matizes. 2006.

- Os primeiros historiadores da música popular urbana no Brasil. José Geraldo Vinci de Moraes. In: Revista ArtCultura. 2006.

Modulações e novos ritmos na Oficina da História. José Geraldo Vinci de Moraes. Revista Galega de Cooperacion Científica Iberoamericana. 2005

História e música: canção popular e conhecimento histórico. José Geraldo Vinci de Moraes. In: Revista Brasileira de História. 2000

Polifonia na metrópole: história e música popular em São Paulo. José Geraldo Vinci de Moraes. Revista Tempo. 2000

Rádio e música popular nos anos 1930. José Geraldo Vinci de Moraes. Revista de História. 1999.

  

 

TESES E DISSERTAÇÕES

 

História e música em São Paulo no início do século XX: A trajetória da Banda da Força Pública. José Roberto dos Santos. Dissertação de Mestrado. DH-FFLCH-USP. 2019

O som da garoa: Cultura radiofônica e produção musical em São Paulo (anos 1930 e 1940). Giuliana Souza de Lima. Tese de Doutorado. DH-FFLCH-USP. 2018.

A indústria fonográfica e a música caipira gravada. Uma experiência paulista (1878-1930). Juliana Pérez Gonzalez. Tese Doutorado. DH-FFLHC-USP. 2018.

Memória e História: Os processos de institucionalização da música popular brasileira (1964-1985). Raul Celestino T. Soares Neto. Dissertação de Mestrado. DH-FFLCH-USP. 2018.

Vai graxa ou samba, senhor? A música dos engraxates paulistanos entre 1920 e 1950. André Augusto de O. Santos. Dissertação de Mestrado. DH-FFLCH-USP. 2015

Uma “colcha de retalhos”. A música em cena em São Paulo entre o final do século XIX e início do XX. Denise Sella Fonseca. Dissertação de mestrado. DH-FFLCH-USP. 2014

A cena musical paulistana: teatro musicado e canção popular na cidade de São Paulo (1914-1934). Virginia Bessa. Tese de Doutorado. DH-FFLCH-USP. 2012

Almirante: a mais alta patente do rádio e a construção da história da música popular brasileira (1838-1958). Giuliana Lima. Dissertação de Mestrado. DH-FFCLH-USP. 2012

Da Música Folclórica à Música Mecânica. Uma História do Conceito Música Popular por Intermédio de Mário de Andrade (1893-1945). Juliana Perez González. Dissertação de Mestrado. DH-FFLCH-USP. 2012

"A Mineira Ruidosa". Cultura popular e brasilidade na obra de Alexina Magalhães Pinto. Flávia Guia Carnevali. Dissertação de mestrado. DH-FFLCH-USP. 2009.

Significações sociais, culturais e simbólicas na trajetória da banda de Pífanos de Caruaru e a problemática histórica do estudo da cultura de tradição oral no Brasil (1924-2006). Cristina Eira Velho. Dissertação de Mestrado. DH-FFLCH-USP. 2006.

   

 

ORIGINAIS E ARTIGOS IC

- Experimentos de uma escuta moderna: a gravação mecânica em estúdios itinerantesna América Latina (1901-1925). Henrique Masera Lopes. 2021.

A presença da música popular brasileira na primeira década da radiofonia paulistana. Fernanda Barbosa dos Santos. Revista Epígrafe. 2016.

Cadência Brasileira: decompondo os acordes da historiografia da música no Brasil. Raul Celestino T. Soares Neto. Revista Ars Histórica. 2014.

Histórias de outros carnavais: a construção da história da música popular brasileira na narrativa radiofônica de Almirante Giuliana Souza de Lima. Revista Anagrama. 2009

Notas historiográficas sobre a obra de Ary Vasconcelos. Ian Kisil Marino e José Geraldo Vinci de Moraes. Original. 2014.

- A cada moda, uma história: as primeiras modas de viola gravadas. Juliana Pérez  GonzálezIn: 2ª Jornada de investigação em música latino-americana. UNILA. 2018

Música Popular en las Histórias de la Música latinoamericanas del finales del siglo XIX y inicios del siglo XX: Histórias de un concepto. Juliana Pérez González. Original de ponencia en el X Congreso de la IASPM-LA. Caracas. 2010.

Música Folclórica, Popular y Popularesca: Tres Conceptos en la Obra de Mario de Andrade sobre la Vida Musical Brasileña. Julian Pérez González. Original hacia el XII Coloquio Premio de Musicología Casa de las Américas (Cuba). 2010

A narrativa historiográfica de Edigar de Alencar. Beatriz P. Mizuno. Original. 2010.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

apoios

2014 © Entre a Memória e a História da Música.